Meus trabalhos

Meus trabalhos
Clique na imagem para saber mais sobre meus interesses e meus produtos criativos.

Propriedades e poderes da argila - 1ª parte


A manipulação do barro é um meio eficaz no processo de libertação; além de proporcionar lazer, ainda libera os movimentos, desenvolvendo a percepção.

A modelagem è um dos meios de preparação para a expressão do pensamento, porque o movimento das mãos, dos dedos, pouco a pouco se submete aos impulsos íntimos e estes ao processo ideativo. O que a palavra não consegue exprimir, o movimento, a forma, o volume, o gesto, trazem a linguagem viva do mundo interior, refletindo o caráter, o temperamento, com fortes impressões da personalidade.

Essa atividade permite a expressão dos problemas afetivos. Ao trabalhar com o barro se tem a condição de dominá-lo, libertando assim as tensões, as fadigas e as depressões, pois é um material vivo, de ação, calmante, disciplinador das ansiedades e condutor do equilíbrio entre a ira e a euforia.

Amassar a terra dar-lhe forma, são gestos primitivos que influem consideravelmente na coordenação de todos os movimentos. Desenvolve a autoconfiança e o autodomínio.

Está comprovado através de pesquisas que os princípios vitais do barro são agentes de regeneração física do homem, tendo em vista as inúmeras qualidades nele contidas.
Os elementos contidos no barro, como ferro, cálcio, magnésio, alumínio, potássio, preenchem a carência do organismo humano, entrando como fórmulas laxativas, cicatrizantes e curativas.

A argila age sobre a circulação penetrando nos poros, inferindo nos capilares, absorvendo as toxinas e neutralizando certos ácidos do corpo, deixando-o livre, desobstruído para a receptividade de energia.

No caso de debilidade física, ciáticas, reumatismos, artritismos, a argila e solicitada pelas suas propriedades. È usada como refrescante nos casos de queimaduras, febre e congestiones, pelas propriedades absorventes.

Certas correntes da psicologia moderna aconselham a modelagem do barro como um processo que abre caminho para a liberdade do espírito e da personalidade.

Fonte: Ana Maria Zem e Anna Thais Funk, do livro Cerâmica Arte da Terra